Páginas

Resenha: A Hospedeira, Stephenie Meyer


 

Nome da editora: Intrínseca
Ano de publicação: 2009
Número de páginas: 560

A terra vive um drama: extraterrestres querem dominar o mundo capturando pessoas e introduzindo um de sua espécie para usa-lo como hospedeiro.

Os seres humanos que restaram estavam fugindo como alguns parentes de Melaine que conseguiram arrumar um abrigo e se mantem escondidos. Melaine, seu irmão e seu namorado também estão indo para esse esconderijo até que conseguem captura-la e introduzem em seu cérebro Peg, uma alienígena diferente dos outros.

Ao em vez de Peg eliminar a consciência de Melaine, elas dividem o hospedeiro e lutam (uma a favor e outra conta) para obedecer a uma missão: encontrar o esconderijo dos humanos restantes.

Como uma alienígena  diferente dos outros e bondosa, será mesmo que ela terá coragem de encontrar e entrega-los para deixarem seus corpos?

Em um novo tema, Stephenie Meyer mostra um mundo diferente em que os homens possam ser comparados aos ancestrais, o primeiro homo sapiens, seres que não entendiam muito da vida e vivam como leigos de uma raça superior.

Um livro longo, detalhado, mas uma aventura imperdível para quem é fã de ficção cientifica com uma pitada de romance.

3 comentários

  1. Gostei da resenha, muito boa!
    Bjs
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Não gostei desse livro, aushau muito devagar, gzuis.

    ResponderExcluir

Comente! Adoraria saber sua opinião =p